DEIXE SEU RECADO PARA O EDITOR

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A PÉROLA DE GRANDE VALOR


A PÉROLA DE GRANDE VALOR (Mt. 13:45,46: Mc.11,22; Hb.12:2)

1 - INTRODUÇÃO

Desde nosso nascimento somos ensinados a negociarmos o que nos interessa. Usamos nossos recursos e artifícios diversos para conquistar metas, sonhos e ideais, duradouros ou não. Vivemos NO MUNDO DOS INTERESSES, onde muitos traem uns aos outros, e até matam, para ter em mãos o que se quer. (Mt. 24:10; 2 Tm 3:1-4). Por isso, o mundo de hoje, se resume numa só palavra: EGOÍSMO.
Todavia nesta parábola da PÉROPA DE GRANDE VALOR, Jesus revela este lado humano de ponderar e classificar os valores das coisas e deseja-las. O comerciante desse texto pode ser eu ou você, já que vivemos a vida toda buscando sucesso, melhorias, e por que não dizer – A FELICIDADE. Caçamos a valiosa pérola, com uma disposição de largar tudo, imediatamente, se a encontrarmos. Compra-la a todo custo. Assim é a fé quando a encontramos. Ela é que dar partida ao REINO DE DEUS DENTRO DE NÓS.


2 – DEFINIÇÕES DA FÉ

2.1 - CONCEITO BÍBLICO: A fé é a certeza das coisas que se esperam e a convicção de fatos que não se vêem.
2.2 – TRADUÇÃO ETMOLÓICA: vem do grego “pistis”, que é: convicção, confiança, crédito, crença, fidelidade, persuasão.
2.3 – CONCEITO DICIONÁRIO: crença, crédito, confiança. (DIC INTERNACIONAL DE IDIOMAS)
2.4 – CONCEITO CRISTÃO: A fé é uma completa confiança em Cristo, baseada nos fatos de Sua vida, Sua Obra, Seu poder e Sua palavra, Lea qual se a realiza a união com Seu Espírito, despertando a vontade de viver a vida que Cristo aprova (Ef. 2:8-10) – (DIC BIB BACKLAND).

3 – OS TIPOS DE FÉ

Só iremos abordar aqui os tipos básicos de fé, apesar de, em nossa língua, a palavra fé é aplicada em vários sentidos, por exemplo: Usaram de boa fé ou má fé? (INTENÇÃO). Gosto da fé que professo. (RELIGIOSIDADE E CRENÇA). O pastor é um homem de fé. (CONFIANÇA). Ele é digno de fé. (CRÉDITO).
3.1 – FÉ NATURAL – A fé natural vem de berço. Já nascemos com ela e funciona em nós como os cinco sentidos. Ela age positiva ou negativamente de acordo com nossa ótica ou julgamento.
3.1.1 – FÉ NATURAL POSITIVA: Ela atua quando cremos em algo afirmadamente. Ex. Você acredita que LULA vai ser eleito novamente. FÉ POSITIVA DIZ: Tenho fé que sim.
3.1.2 – FÉ NATURAL NEGATIVA: Ela atua quando desacreditamos em algo ou alguém. Ex. Você confia em seu marido. FÉ NEGATIVA DIZ: Jamais! Passar pelo que passei?!
3.2 – FÉ SOBRENATURAL – Essa vem de Deus. Jesus é o autor e consumador dela. (Hb. 12:2). Ela tem várias ramificações, ou seja, FÉ SALVADORA, O DOM DA FÉ, FÉ FRUTO DO ESPÍRITO. Ela tem um objetivo: DEUS. Tem um fundamento: A BÍBLIA. Não é pensamento positivo, meditação transcendental ou auto-sugestão. É crer no impossível, ver o invisível e tocar o intangível.
3.2.1 –  FÉ SOBRENATURAL SALVADORA – É a PÉROLA DE GRANDE VALOR gerada pelo Espírito Santo, mediante a Palavra de Deus em nosso interior, para salvação da alma. (Jo 20:21; Mt. 13:45,46; 4:41; Rm 10:17; Ef 1:12,13; At 2:38,39)
3.2.2 - FÉ SOBRENATURAL COMO DOM - – (1 Cor. 12:9) – É uma crença muita além da fé natural e destaca-se dentre s outras manifestações de fé. É a capacitação do Espírito que inspira a crer quando e como ninguém creria.
3.2.3 – FÉ SOBRENATURAL COMO FRUTO DO ESPÍRITO – (Gl 5:22) – É a semente do Poder de Deus que germina em nós no ato da conversão e que opera num enclive crescente.

OBSERVAÇÃO: Há também a fé mística. Esta é obra da carne ou do diabo. Ela desmaterializa tudo. Tenta vê o mundo visível imaterialmente e abusa da credulidade. É supersticiosa. (SUPERSTIÇÃO é um sentimento religioso que se funda na ignorância ou medo pessoal). No misticismo tudo que acontece, bom ou ruim, tem origem divina. Ou foi Deus ou foi o diabo. Sem contar na crença de seres de outros planetas, horóscopos, bolas de cristal, talismã, patuás, trevo-de-quatro-folhas e etc.

4 – FÉ NO ANTIGO TESTAMENTO E NO NOVO TESTAMENTO

veremos neste ponto a evolução da fé e a diferenciação entre os dois tempos da Bíblia.

4.1 – FÉ NO AT – Esta foi marcada pela reverência e adoração. O temor do Senhor era a palavra chave que exprimia a fé de alguém, embora também encontramos declarações de crença, confiança e esperança. (Pv. 1:7; 3:5; Sl 26:1; Sl 37, 91, 121, 125; Is 40:31)
4.2 – FÉ NO NT – Esta surge marcante, viva e milagrosa. A fé aqui é bastante crédula. Como no  AT, criam em Deus, Declaravam temor ao Senhor e o  adoravam, porém os homens aqui materializam a fé e contemplam o sobrenatural dia-a-dia. Aleluia!.

5 – RECOMPENSA DA FÉ

Já disseram que vale mais uma pequena fé num Deus Grande do que uma grande fé num deus pequeno, certo disso, veremos as recompensas que temos ao crer em Deus e na sua Palavra:

1)      Quem crer recebe (Mc 11:24)
2)      Quem crer renovarão as forças (Is 40:31)
3)      Quem crer Deus o livrará (Sl 91 e 37)
4)      Quem crer não se apressa (Is 28:16)
5)      Quem crer espera com paciência (Sl 40:1)
6)      Quem crer não será confundido (Rm 10:11)
7)      Quem crer tudo será possível (Mc 9:23)
8)      Quem crer farão obras maiores (Jô 14:12)
9)      Quem crer tem vida eterna ( Jô 5:24; 3:16)
10)   Quem crer Transportará os montes (Mc 11:23)

6 – CONCLUSÃO

A conclusão que chego diante deste assunto estudado é que o CÚMULO DA FÉ é dizer que não se tem fé em nada ou em ninguém. Pelo menos em si mesmo, no dinheiro ou algo mais, alguém pode crer. Ninguém vive sem fé! Só não crer quem não respira.

Todo ser que respira (tem fé) louve ao Senhor! (Salmo 150:6)


Prof° Gildelanio da Silva - Mestrando em Teologia

gildelanio@hotmail.com (83.8885.3936 / 9965.1398)


CASO QUEIRA COPIAR, FAVOR CITAR FONTE A AUTORIA. GRATO.



Nenhum comentário:

Postar um comentário